Arquivo da tag: Intracelular

Invasão e Residência Intracelular

Células fagocíticas (por exemplo, macrófagos) formam pseudópodos por meio de rearranjos do citoesqueleto que envolvem polimerização e despolimerização da actina. Estas células fagocitam bactérias pela emissão de pseudópodos que as capturam e internalizam. Algumas bactérias possuem proteínas de superfície denominadas de invasinas que provocam alterações no citoesqueleto de células não-fagocíticas que emitem uma projeção da membrana plasmática semelhante a um pseudópodo, fagocitando a bactéria. O mecanismo de ação das invasinas não está claro. Estas proteínas são também denominadas de fatores de invasão.

Bactérias fagocitadas por células do hospedeiro são inclusas em uma bolsa membranosa denominada fagossomo. No citoplasma, o fagossomo funde-se a uma outra vesícula membranosa, o lisossomo, que contém enzimas hidrolíticas que digerem a bactéria. Algumas bactérias patogênicas como Salmonella enterica sorovar Typhi e Shigella dysenteriae conseguem romper a membrana do fagossomo antes que esta se funda com um lisossomo. Desta forma, alcançam o citoplasma onde se multiplicam. O citoplasma oferece nutrientes e proteção contra os mecanismos imunológicos, além de proteger parcialmente contra antibióticos. Interagindo com os filamentos de actina a bactéria movimenta-se pelo citoplasma e alcança as células adjacentes.

Muitos patógenos intestinais possuem invasinas que interagem com certas proteínas de células da mucosa do hospedeiro, as integrinas, localizadas na sua porção baso-lateral. Existe a possibilidade de que as invasinas que interagem com integrinas mediem a invasão destas células por baixo. Alguns patógenos intestinais usam as células M da mucosa como porta de entrada para os tecidos subjacentes. As células M são fagocíticas e bactérias que a elas se anexem, muito provavelmente serão fagocitadas e transportadas ao tecido linfóide subjacente à mucosa. Se as bactérias escapam dos macrófagos associados ao tecido linfóide, as células M constituem uma forma conveniente do uso do sistema imunológico do hospedeiro para a invasão. As invasinas poderiam estimular as células M a fagocitar a bactéria.

Acesse o blog http://books.jar.io para baixar ebooks free em diversos formatos.
Acesse http://torrents.jar.io para acessar diversos materiais disponíveis em torrents (magnetliks).
O blog http://ervas.jar.io publica sobre diversas metodologias de cultivos e propriedades das ervas.