Para um antígeno há sempre uma resposta

A defesa do hospedeiro é baseada na disponibilidade de recursos para combater um patógeno localizado. Virtualmente todos os patógenos possuem uma fase extracelular durante a qual eles são vulneráveis aos mecanismos efetores mediados por anticorpos. Um agente extracelular pode residir nas superfícies de células epiteliais, onde anticorpos (IgA) e células inflamatórias não-específicas podem ser suficientes para combater a infecção. Mas se o agente reside dentro de espaços intesticiais, no sangue ou linfa então a proteção pode também incluir componentes do complemento, fagocitose por macrófagos e respostas de neutralização. Agente intracelulares necessitam de uma resposta diferente para serem efetivos, seria ativação e linfócitos T, células NK e macrófagos dependente de células T. Ler mais…


Serratia marcescens em placa com Agar Mueller-Hinton (MH)

Presente na familia Enterobacteriaceae, utiliza-se testes como Dnase, gelatinase para sua identificação, é um isolado muito comum em materiais clínicos, tem pigmento vermelho produzido por algumas cepas. Ler mais…


Plano de ensino e bibliografia recomendada

Plano de ensino e bibliografia recomendada. Bibliografia recomendada acesse os links abaixo para baixar gratuitamente os ebooks em pdf. Ler mais…


Fungi Biology and applications.pdf

Fungi: Biology and applications.pdf. Autor: Wiley Idioma: Inglês Formato: PDF Número de Páginas: 293 Tamanho do arquivo: 4,84 MB Ler mais…


Dictionary of Microbiology & Molecular Biology.pdf

Dictionary of Microbiology Molecular Biology.pdf. Baixe a Versão em PDF do livro Dictionary of Microbiology & Molecular Biology em inglês. Ler mais…


Ácool a 70%

O álcool a 70% é mais eficaz que o álcool a 96% que normalmente compramos nas farmácias. Parece inacreditável, mas é verdade! Eu também duvidei quando me ensinaram isto no curso, mas depois de me explicarem o fundamento da afirmação tudo se tonou mais lógico. Ler mais…


Chulé fungo ou bactérias??

Os pés e mãos contêm mais glândulas sudoríparas do que qualquer outra parte do corpo proporcionando a eliminação do suor. O chulé é o nome popular dado à bromidrose quando acontece nos pés. Ler mais…


Leite I

O leite é dos alimentos mais utilizados na dieta humana sendo consumido em todas as faixas etárias devido ao seu excelente valor nutricional, fonte de nutrientes, proteínas, hidratos de carbono e sais minerais. Devido à sua riqueza nutricional e à sua origem animal, este torna-se susceptível à colonização por microrganismos. É portanto, necessário fazer um controlo microbiológico do leite. Este controlo inicia-se com a sanidade do animal, condições de higiene durante a ordenha, bem como, em todas as etapas do seu processamento. Estes cuidados visam reduzir a contaminação microbiológica do produto final, tentando minimizar o risco de desenvolvimento de doenças relacionadas com o consumo de leite, melhorando assim a sua qualidade e dos seus derivados.  Ler mais…


Técnico em Patologia Clínica INSCRIÇÃO CFF CRF

Técnico em Patologia Clínica. Para se inscrever e obter a carteira profissional de Técnico em Patologia Clínica a pessoa deve ter diploma em Técnicos em Análises Clínicas, Técnicos em Patologia Clínica ou Auxiliar Técnico de Patologia Clínica Ler mais…


Auxiliar Técnico de Patologia Clínica INSCRIÇÃO CFF CRF

Auxiliar Técnico de Patologia Clínica. Para se inscrever e obter a carteira profissional de Técnico em Análises Clínicas a pessoa deve ter diploma em Técnico em Análises Clínicas, Técnico em Patologia Clínica ou Auxiliar Técnico de Patologia Clínica Ler mais…


A patologia e suas divisões

Segundo Farias (2003), Bogliolo (2007), a patologia divide-se em duas grandes áreas: a geral e a especial ou dos orgãos. A patologia geral estuda os processos patológicos de um modo geral nas células e nos tecidos, ou seja aspectos comuns às diferentes doenças no que se refere a causa, mecanismo patogenéticos, lesões estruturais e alterações na função, sem considerar em que órgão estão localizados. Ler mais…


Fisiologia Bacteriana

O crescimento e divisão celulares necessitam de um ambiente propício com Todos os constituintes químicos e físicos necessários para o seu metabolismo. Essas necessidades específicas são dependentes de informações genéticas para cada espécie Bacteriana. Algumas espécies com vasta flexibilidade nutricional, como as Pseudomonas, são capazes de sintetizar muitos de seus metabólitos a partir de precursores simples, enquanto outras espécies são mais exigentes, como as Porphyromonas e Treponemas, que necessitam de nutrientes complexos para o crescimento e reprodução. Ler mais…


Staphylococcus

Os estafilococos são células esféricas Gram-positivas que geralmente se dispõem em cachos irregulares semelhantes a cachos de uva. Crescem rapidamente em diversos meios de cultura e mostram-se ativos metabolicamente, fermentando carboidratos e produzindo pigmentos que variam de branco a amarelo intenso. Alguns são membros da microbiota da pele e das mucosas de humanos, outras provocam supuração, formação dos abscessos, várias infecções piogênicas e até mesmo septicemia fatal. Os estafilococos patogênicos hemolisam o sangue, coagulam o plasma e produzem uma série de enzimas e toxinas extracelulares. Ler mais…


Introdução Básica Sobre Fungos

Por muito tempo os fungos foram considerados vegetais mas a partir de 1969, foram classificados em um reino à parte, o Reino Fungi (TRABULSI et al., 1999). São tambem conhecidos como bolores, mofos ou cogumelos, estão interferindo constantemente em nossas atividades diárias. Ler mais…


Serratia

O género Serratia pertence à família Enterobactereaceae e contém 13 espécies descritas, sendo de referir a Serratia marcescens, Serratia liquifaciens, Serratia rubidaeum, Serratia ficaria, Serratia fonticola. Distribuído amplamente na natureza, este género de microrganismos, são encontrados no solo, água, plantas e, como indica o nome da família, no trato intestinal de seres humanos e animais. Ler mais…