Descubra a origem da palavra Patho logia..

Histórico da medicina: Quem foi Rudolf Virchow? (clique na foto)

Algumas definições sobre patologia. A patologia aborda o estudo das doenças, nos seus aspectos clínicos, bioquímicos, fisiológicos, bacteriológicos, imunológicos, farmacológicos, morfológicos etc. Portando, o termo patologia tem um significado amplo e interdisciplinar que abrange o estudo completo da doença.

Etimologicamente, o termo patologia significa o estudo das doenças (do grego: pathos=sofrimento, doença, e logos= estudo, doutrina). No entanto, o conceito patologia não compreende todos os aspectos das doenças, que são muito numerosos e poderiam confundir a Patologia Humana com a Medicina. Esta, sim, aborda todos os elementos ou componentes das doenças e sua relação com os doentes. Na verdade, a Medicina é a arte e a ciência de promover a saúde e de prevenir, minorar ou curar os sofrimentos produzidos pela doença. De modo prático, a Patologia pode ser conceituada como a ciência que estuda as causas das doenças, os mecanismos que as produzem, as sedes e as alterações morfológicas e funcionais que apresentam. Como se vê, a patologia é apenas uma parte de um todo que é a medicina. Dentro dessa concepção , o diagnóstico clínico, a prevenção e a terapêutica das doença, não são objeto de estudo da patologia. Os conceitos de patologia e medicina sempre vão convergir para um denominador comum: A DOENÇA. Doença é a perturbação da saúde, isto é, o mal-estar causado por distúrbio físico, mental e social, levando a perda da harmonia dos fenômenos vitais, mas alguns autores nos mostram que não é somente dessa forma que se define a doença e sim principalmente pela falta de adaptação aos diversos fatores sejam eles físicos, psíquicos ou sociais. Sobre a saúde e normalidade, podemos dizer que esse dois termos não possuem o mesmo significado. A palavra saúde é utilizada em relação ao individuo, enquanto o termo normalidade é utilizado em relação a parâmetros de parte estrutura ou funcional do organismo. Fontes: FARIAS, J.L. Patologia Geral. 2003 BOGLIOLO. Patologia. 2006